-

sábado, 30 de julho de 2016

Quais são os caminhos

As vezes não encontramos de jeito nenhum, alguma forma para nos conectarmos a Deus.

Os segredos são: Oração, reflexão e meditação.

E existem dois caminhos, que assim como descrito por Santa Tereza D'Ávila, estes caminhos podem ser exemplificados por uma piscina e por um lago.

Bem, imaginemos uma piscina e que está piscina precisa estar cheia de água. E de que forma essa água vai parar lá? Através de grandes tubulações e aquedutos a água enche lentamente está piscina.

Agora imaginemos um lago belo e cristalino. De que forma este lago foi preenchido e formado? Através das  águas mais profundas de um manancial puro.

Assim é a nossa vida interior e de oração.

Voltemos a piscina e ao lago. Uma forma artificial e uma forma natural de preencher um todo com a mais pura Água.

Nossa mente é como este todo, como um castelo a ser percorrido, até o interior está preenchido com os deleites Divinos, que o mundo não pode proporcionar de forma alguma.

Existem pessoas que são contempladas e recompensadas pelo amor que dedicam a Deus. São experiências gratuitas, é uma satisfação da alma que Deus permite a poucos. Assim como o lago é preenchido direto da fonte, da forma mais natural e preciosa, a nossa alma é preenchida com toda a Graça espiritual, proporcionada pela Verdade.


Mas nós reles mortais temos que utilizar os meios artificiais, pois a  oração deixou de ser algo natural após o pecado original. E agora a oração é um sacrifício que oferecemos ao Senhor Nosso Jesus Cristo.

E assim como a água percorre as tubulações até preencher a piscina a Graça de Deus chega até nós lentamente, nos preenche e da todo o sentido de nossa vida, o sentido de nossa existência. Afinal para que serve um piscina vazia? De que adianta vivermos vazios, sem a presença de Deus? É. 

Muitas coisas não faram sentido, sem que outras forem compreendidas primeiro.



Paz e bem!
Postar um comentário

Acho que você vai gostar de ler :

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...